Última atualização: 2020-10-14

Nota importante

 

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 
AVISO
 
COVID 19 - Atualizado a 14.10.2020

Em consequência do surto COVID-19 e como medida de controlo de propagação da doença, o Governo Argentino decretou medidas de restrição à circulação no país.

Prorrogou o isolamento social obrigatório na cidade e área metropolitana de Buenos Aires e nas províncias referidas na lei (com as excepções previstas) até 25 de outubro de 2020, inclusive, com possibilidade de nova prorrogação. (Nota Decreto 795/2020 pode ser consultada em https://www.boletinoficial.gob.ar/detalleAviso/primera/235931/20201012)

Nesse sentido a circulação de pessoas no país está limitada, excepto para as excepções estipuladas na Nota Decreto, e prorroga-se a proibição de entrada no país de estrangeiros não residentes.

Os voos comerciais regulares encontram-se com restrições de forma que se recomenda aos cidadãos portugueses com bilhetes aéreos adquiridos, que contactem as suas agências de viagens e/ou as companhias aéreas.

A deslocação interna de estrangeiros no território argentino para efeitos de tomar um voo internacional, terá que ter autorização especifica para o efeito, emitida no mínimo 48 horas antes da deslocação, sendo necessário detalhar todos os dados relativos ao transporte nomeadamente rota a percorrer, bem como do próprio motorista (que também deverá estar munido de autorização especial).

O Governo Argentino determinou igualmente que os hotéis podem negar acomodação a viajantes, sendo que os turistas correm o risco de não ter onde ficar.

Tendo em conta esses impedimentos, desaconselha-se, neste momento, a realização de viagens à Argentina.

 

 

 

 

 

  • Partilhe