Última atualização: 2020-08-07
 
 
Nota importante
 
As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.
 
 
Avisos
 

Avisos COVID-19 (06/08/2020):

• O estado de emergência nacional expirou. No entanto, o Ministério da Saúde declarou uma revisão do estado de emergência sanitária. As medidas em vigor para minimizar a propagação de COVID-19 aplicam-se em todos os 15 condados. A violação das medidas de saúde é punível com uma multa de até $US200 e/ou prisão de até 30 dias. As medidas poderão ser alteradas a curto prazo. Deve seguir as comunicações e anúncios governamentais.

• Atualmente, todas as fronteiras terrestres (com a Serra Leoa, Guiné-Conacri e Costa do Marfim) estão fechadas aos viajantes. Os portos permanecem abertos. O Aeroporto Internacional Roberts (RIA) reabriu para voos comerciais.

• Em público e transportes públicos deve usar uma máscara facial. Aplicam-se limites ao número de passageiros: os táxis não devem transportar mais de 3 passageiros atrás e 1 à frente; os “keh-kehs” (táxis triciclos) não devem transportar mais de 2 passageiros atrás e nenhum à frente.

• Deve-se manter um distanciamento social mínimo de um metro em locais públicos e empresas. A lavagem das mãos é obrigatória com sabão e água limpa, ou gel à base de álcool e exigida em todas as instalações.

• Bancos, supermercados, restaurantes instalações de saúde, farmácias e locais de culto estão abertos, com medidas de prevenção em vigor.

• Grandes reuniões, incluindo eventos desportivos, casamentos e funerais, são permitidas desde que as medidas preventivas possam ser mantidas.

• Os pacientes que apresentarem sintomas ou resultados positivos no teste do coronavírus serão transferidos para instalações de tratamento do governo. As instalações médicas privadas não têm, atualmente, permissão para testar ou tratar o vírus. Se acha que tem sintomas de COVID-19, deve ligar para a linha direta COVID-19 4455.

Requisitos de entrada em resposta ao coronavírus

O Aeroporto Internacional Roberts (RIA) reabriu para voos comerciais a partir de 28 de junho. No entanto, a oferta é limitada. A Brussels Airlines está a operar voos ad hoc. Outras companhias aéreas não confirmaram os voos previstos.

Todos os viajantes que chegarem à Libéria serão testados para o coronavírus. À chegada, será verificada a temperatura. Se apresentar sintomas de coronavírus, as autoridades de saúde poderão encaminhá-lo a uma instalação de quarentena. No Aeroporto Internacional Roberts, deve utilizar os espaços marcados dentro do terminal para permitir o distanciamento social.

Os passageiros que entrem na Libéria têm duas opções para testes COVID-19:

• O Governo incentiva fortemente os viajantes a serem testados antes da chegada à Libéria. Pode apresentar prova de um teste PCR COVID-19 negativo emitido o mais tardar 72 horas antes da partida. Se apresentar um resultado negativo do teste PCR, terá permissão de entrada com monitoramento dos sintomas via USSD ou aplicativo móvel.

• Se não realizar um teste PCR antes de sua chegada, será testado à entrada. Terá que fazer um teste rápido, e um esfregaço será recolhido para o processamento do teste PCR. Se o resultado do seu Teste Rápido for negativo, terá permissão para entrar com monitoramento de sintomas via USSD ou aplicativo móvel.

• Se o resultado do seu teste rápido for positivo, será encaminhado para uma instalação governamental de quarentena enquanto aguarda o resultado do teste PCR. O processamento das amostras pode demorar vários dias. Se o resultado PCR for positivo, permanecerá em quarentena sob supervisão governamental. É provável que tenha de permanecer em quarentena até ter dois resultados de PCR consecutivos negativos. A quarentena pode durar 14 dias ou mais.

Deve estar preparado para restrições de viagem e alterações aos requisitos de rastreio e observação preventiva sem aviso prévio.

Há um alto risco de se ser colocado em 14 dias de quarentena, seja na chegada ou durante a sua viagem à Libéria. Os Liberian Precautionary Observation Centres são básicos e não atendem aos padrões de Saúde europeus.

Corre o risco de ser colocado em quarentena ou ser instruído a se isolar por 14 dias mesmo depois de ter chegado à Libéria, se desenvolver sintomas (febre, tosse ou doença respiratória), ou se houver suspeita de ter estado em contato com alguém que testou positivo. Aconselhamo-lo vivamente a familiarizar-se com estes riscos antes de viajar.

Todos os cidadãos estrangeiros em quarentena ou autoisolamento terão os passaportes retirados e mantidos pelo Instituto Nacional de Saúde Pública da Libéria por 14 dias. Receberá uma cópia do passaporte para reter enquanto estiver em quarentena.

Ao chegar à Libéria, deverá registar-se para monitoramento de sintomas e rastreamento de contatos, fornecendo um número de telefone para mensagens USSD ou aplicativo móvel.

Se não puder sair da Libéria e o seu visto estiver para expirar, deve solicitar uma prorrogação. O período máximo de prorrogação é de 60 dias. Só é possível prorrogar o seu visto uma única vez. Para solicitar uma prorrogação em Monróvia, deve visitar o Gabinete de Imigração em Gbarngaye's Town, 24th Street, Sinkor. O escritório está aberto das 9h às 15h, de segunda a sexta-feira. Deve solicitar a Secção de Inscrição. Deve trazer o seu passaporte e pagar uma taxa de US$25. Se estiver hospedado fora do condado de Montserrado, deve entrar em contato com o Escritório de Imigração local para buscar uma extensão de visto autorizada pelo Comandante de Imigração do Condado.

Outros Avisos:

Os cidadãos nacionais residentes ou em trânsito são aconselhados a informar previamente da sua viagem a Secção Consular da Embaixada de Portugal em Dakar, e, complementarmente, o Gabinete de Emergência Consular, utilizando, respetivamente, os seguintes endereços de e-mail: dakar@mne.pt; gec@mne.pt. No e-mail que escrever, forneça dados que considere úteis, como um contacto telefónico acessível na Libéria ou um ponto de contacto de emergência em Portugal.

Protestos e manifestações ocorrem ocasionalmente em Monróvia. Deve evitar protestos, manifestações, grandes concentrações e multidões e seguir os conselhos das autoridades locais.

Existe uma ameaça latente de terrorismo em toda a região pelo que se recomenda aos viajantes que permaneçam atentos. Deve-se estar vigilante, especialmente em locais visitados por estrangeiros.

As condições de segurança são precárias verificando-se uma elevada taxa de criminalidade. A polícia liberiana tem fraca presença fora de Monróvia e é notoriamente corrupta, podendo deter turistas por forma a obter subornos

As instalações médicas em toda a Libéria não conseguem fornecer o mesmo padrão de cuidados de saúde que na Europa. As instalações nas zonas rurais são rudimentares. Muitas instalações médicas esperam ser pagas adiantadas para tratamento. Se viajar para a Libéria, mantenha-se em contacto com o seu empregador ou organização de acolhimento sobre o apoio que lhe podem prestar enquanto estiver no país.

Se estiver preocupado com a possibilidade de ter sido exposto a (ou mostrar sintomas de) ébola ou de febre de Lassa deve procurar aconselhamento médico imediato.
Evite viajar à noite fora de Monróvia, exceto de e para o Aeroporto Internacional Roberts. Certifique-se de que dispõe de transporte pré-combinado a partir do aeroporto.

Antes de viajar:

• Faça um seguro de viagem abrangente, antes da partida, que inclua evacuação sanitária. O atendimento em clínicas na Libéria pode revelar-se bastante oneroso, com complicações em caso de falta de pagamento, e quando estas não reúnam condições suficientes para o tratamento de determinados problemas, a necessidade de evacuação para outros pontos apresenta custos avultados;
• Esteja preparado para ter atrasos. Elabore um plano de contingência para o caso do seu regresso ser adiado;
• Verifique que tem dinheiro suplementar para pagar mais uma semana de alojamento, no mínimo, caso seja necessário;
• Traga suficientes reservas dos seus medicamentos habituais, junto com a prescrição médica, pois pode haver restrições à entrada de medicamentos;
• Consulte a página web da Embaixada de Portugal em Dakar ( https://www.dakar.embaixadaportugal.mne.pt ) antes de viajar para a Libéria, recomendando aos seus companheiros de viagem que o façam igualmente;
• Recomenda-se aos viajantes que se ausentem de Portugal o registo das suas viagens através da aplicação “Registo Viajante”, sendo este voluntário e gratuito, facilitando a ação das autoridades portuguesas perante a ocorrência de eventuais situações de emergência com cidadãos nacionais no estrangeiro.

O registo na aplicação “Registo Viajante” permite receber informações sobre as condições de segurança, ter acesso aos contactos das representações diplomáticas e consulares de Portugal e tem ligação direta ao Gabinete de Emergência Consular.

Formulário online:  https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/registo-do-viajante

Aplicação Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=pt.armis.appregistoviajante

Aplicação iOS:  https://itunes.apple.com/pt/app/registo-viajante/id1194007356?l=en&mt=8

 

 
 
  • Partilhe