Última atualização: 13/11/2020
 
Nota importante
As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.
 

COVID 19 (14.11.2020)

Apesar das autoridades namibianas estarem a procurar incentivar a retoma das atividades turísticas no país, as condições decorrentes das medidas adotadas devido à pandemia determinaram uma quase paralisação do sector, com encerramento de restaurantes, comércio e unidades turísticas.

Este estado mantem-se, com tendência para agravamento.

As deslocações no país não podem atualmente ser consideradas seguras. Há registos de assaltos violentos em pleno dia, mais frequentes.em zonas fora das cidades.

Existem nesta data apenas duas companhias que operam voos de/para a Windhoek: Ethiopian Airlines com voos regulares bissemanais para Addis Abeba e a alemã "charter'Eurowings a partir de Frankfurt. Estão suspensos os voos de e para Angola. Os voos para a África do Sul estão a ser realizados aleatoriamente por uma companhia privada namibiana.

Horários e frequências estão sujeitos a constantes alterações e cancelamentos.

Medidas em vigor relativas à entrada de turistas estrangeiros ( apenas permitidas através do aeroporto internacional Hosea Kutako que serve a capital) foram aligeiradas: apenas é necessário um teste negativo Covid 19 realizado com menos de 72 horas, devendo permanecer durante 5 dias no primeiro local de alojamento e prevenir as autoridades dos itinerários internos no país, submetendo-se a testes Covid sempre que as autoridades sanitárias o entenderem. Caso o estrangeiro venha a testar positivo durante sua estadia, será colocado em quarentena à sua custa, em local determinado por estas autoridades.

MEDIDAS DECRETADAS NO CONTEXTO DA PANDEMIA PODEM SOFRER ALTERAÇÕES SEM AVISO PRÉVIO TAL COMO ENCERRAMENTO DE AEROPORTOS E CONFINAMENTO DE PROVÍNCIAS OU CIDADES.

ALOJAMENTO

A hotelaria namibiana sofreu forte quebra nos serviços, segurança e qualidade devido à desocupação e encerramento durante os últimos meses. Verificaram-se já casos de hotéis que confirmaram reservas a agências de viagens estrangeiras mesmo mantendo-se encerrados. Programas de safaris não são atualmente aconselhados. A maioria das unidades hoteleiras nas zonas turísticas costeiras de Swakopmund e Walvis Bay estão temporária ou definitivamente encerradas.

TRANSPORTE AÉREO INTERNO

Neste momento é inexistente dado o encerramento da Air Namibia. Podem ser contratados voos privados com custo muito elevado.

QUANTO PRECEDE TORNA, NESTA ALTURA , DESACONSELHADAS VIAGENS TURÍSTICAS AO PAÍS.

 
 
  • Partilhe