Última atualização:  2021/04/19
 
Nota importante
 
As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.
 

Avisos

Covid- 19 (19/04/2021)

À data de hoje (19 de abril de 2021) os números do COVID para a Tunísia são:

11.432 - número total de internados desde o inicio da pandemia em hospitais públicos e privados;
1.125 pessoas atualmente internadas, dos quais 290 estão em cuidados intensivos e 103 com recurso a sistemas artificiais de respiração;
Realizados 1.093.326 testes PCR, dos quais 250.565 despistaram positivo;
215.365 pessoas recuperadas e 8.735 mortes.
Estão a operar a nível nacional 38 centros de vacinação, tendo o Governo anunciado em 18 de março que irá abrir 6 novos centros, predominantemente na zona capital e região norte da Tunísia. Desde o início da campanha (37 dias) o número total de pessoas vacinadas é 225.900. A 2ª dose da vacina já foi administrada a 33.019 pessoas. Há ainda 1.164.175 pessoas registadas no evax.tn por vacinar.

2. As medidas sanitárias restritivas nacionais foram renovadas até 30-04-2021, com as seguintes alterações e novas restrições:

Recolher obrigatório entre as 22:00 e as 05:00, com a suspensão dos transportes públicos a partir das 19:00.
Interdição à circulação de veículos privados a partir das 19:00, estando os condutores sujeitos às seguintes penalizações em caso de incumprimento:
o Apreensão da carta de condução por 7 dias;
o Em caso de recorrência, apreensão do veículo por 7 dias.
Suspensão de aulas no ensino primário e secundário, enquanto que para Universidades deverá ser privilegiado o ensino à distância;
O setor privado deverá priorizar o teletrabalho sempre que possível;
Implementar barreiras sanitárias físicas em zonas de alto risco de contágio;
· Encerramento imediato pelas forças de segurança de qualquer entidade que desrespeite o protocolo sanitário, nomeadamente, o horário de encerramento.

Covid- 19 (08/03/2021)

A Comissão Científica Tunisina para Contenção de COVID 19, decidiu, durante a reunião realizada na passada sexta feira, reduzir as horas de recolher obrigatório, passando o mesmo a ser imposto das 22:00 h até as 5:00 do dia seguinte.

Foi decidido igualmente levantar as restrições sobre as viagens entre os distritos, com a possibilidade de encerramento das zonas com alto nível de contaminação.

Nota-se que igualmente que o confinamento obrigatório de 7 dias para os passageiros provenientes do estrangeiro, foi encurtado a 48 horas, mediante a apresentação de um segundo teste negativo realizado no final desse período.

O primeiro teste PCR/RT negativo realizado 72 horas e não ultrapassando as 120 h (5 dias) antes do embarque à Tunísia, continua obrigatório.

Todas as referidas medidas entram em vigor a partir de 8 de marco de 2021.

 

Covid- 19 (13/01/2021)

Face ao agravamento da situação epidemiológica na Tunísia, foram anunciadas, ontem dia 13 de Janeiro,  medidas mais restritivas  com objectivo de travar o fortíssimo crescimento do número dos casos de contaminação neste país:

-A partir de amanha, 14/1 (feriado) e até segunda feira, confinamento geral. Este fato implicará a proibição de quaisquer deslocações, expecto para efeitos de abastecimento ou por motivos de máxima urgência  

-A partir de segunda feira dia 18 - e sem data limite - foi decretado recolher obrigatório entre as 16H00 e as 06H00

- Estabelecimentos de ensino encerrados até dia 24 de janeiro

- Interdição de consumo em cafés e restaurantes até dia 24 de janeiro

- Prioridade no tele trabalho e no trabalho em turnos

Covid- 19 (30.12.2020)

O estado de emergência na Tunísia, que se mantém em vigor desde 24 de novembro de 2015, na sequência do ataque terrorista ocorrido naquela data, e mediante sucessivas prorrogações, também pelas circunstâncias ligadas à crise do Corona vírus, foi pelo Presidente da República novamente prorrogado em todo o território do país por mais seis meses, a contar do dia 26 de dezembro até 23 de junho de 2021.

Por outro lado, a Presidência do Governo da Tunísia anunciou a prorrogação das medidas vigentes de contenção da pandemia do coronavírus, até 15 de janeiro de 2021. Foi ainda decidido o cancelamento das festas do fim do ano.

As medidas seguintes, tomadas anteriormente, continuam em vigor:

- Instaurar um recolher obrigatório: das 20h às 6h da manhã, incluindo sábado e domingo.

- Continuar a Proibição de deslocações entre os distritos salvo por necessidades profissionais, em casos especiais, e por estudantes.

- Encerramento dos cafés e restaurantes a partir das 19h, e respeito da capacidade de 30% nos espaços fechados e de 50% nos espaços abertos bem como a proibição de uso de cadeiras a partir de 16 h.

- Limitação de número de pessoas autorizadas a assistir em manifestações privadas, incluindo os funerais e os casamentos, a 30 pessoas no máximo.

- Proibição de todas as reuniões ou ajuntamentos de mais de 4 pessoas nos espaços públicos, à exceção dos transportes.

- Manutenção dos horários administrativos excecionais.

- Obrigação de utilização da máscara e da manutenção do distanciamento social, mediante a adoção de multa de 60 dinares em caso de incumprimento.

 Condições de entrada à Tunísia

A qualquer cidadão, tunisino ou estrangeiros ( incluindo os portugueses obviamente ) que pretendem viajar a Tunísia , qualquer seja o país de proveniência, será exigido um teste negativo realizado 72 horas antes e não ultrapassando as 120 h (5 dias) à chegada Tunísia. Ser-lhe-á imposto um isolamento em casa particular, ou no hotel, de 14 dias, podendo esse período ser encurtado ao fim de 6 dias mediante a apresentação de um teste negativo realizado no final desse período, a seu pedido e por sua conta. Os grupos de turistas serão recebidos no aeroporto e acompanhados em autocarros ao hotel, onde deverão respeitar os protocolos da “residência enquadrada”, podendo efetuar excursões também enquadradas e sujeitas aos protocolos sanitários dos locais a visitar. Poderão também solicitar a realização de um teste no sexto dia de “residência enquadrada”.

Todos os viajantes serão sujeitos no aeroporto à medição de temperatura e ao preenchimento de um questionário.

 

 

 
  • Partilhe