Última atualização: 2020-12-22

 

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

Aviso

COVID 19

(22-12-2020)


Ainda que a situação epidemiológica de infeção por COVID-19 se mantenha controlada, continua a desaconselhar-se a realização de viagens não essenciais a Cuba.
 
O aeroporto internacional de Havana retomou as operações comerciais regulares no dia 16 de novembro, após oito meses com bastantes restrições. De acordo com informações das autoridades cubanas, todos os turistas internacionais que na chegada a Havana se hospedem em casa de aluguer particular ou em estabelecimento hoteleiro realizarão um PCR (à chegada, no aeroporto), devendo permanecer em isolamento até que tenham conhecimento do resultado negativo do teste. Todos os viajantes internacionais (sejam estrangeiros ou residentes em Cuba) que cheguem ao país e fiquem alojados com a comunidade devem permanecer em estrito isolamento no domicílio até que chegue o resultado negativo do 2º teste PCR realizado ao 5º dia de chegada ao país; também a família deve permanecer isolada com o viajante durante esse período.
 
A partir de 1 de janeiro de 2021, encontra-se estabelecido como requisito obrigatório para todos os viajantes que cheguem a Cuba procedentes do estrangeiro a apresentação dos resultados de uma prova PCR-RT para SARS COVID-2 de um laboratório certificado no seu país de origem e realizado até 72h antes da chegada ao país.
 
Recorde-se que para as viagens entre Cuba e o espaço europeu, haverá que observar as regras de circulação e confinamento aplicáveis em cada país da União Europeia.
 
Passageiros provenientes de Portugal rumo a Cuba com escala em Espanha, terão de apresentar teste PCR negativo, realizado 72 horas antes da chegada a esse país (conforme resolução publicada a 11 de novembro de 2020 no Boletín Oficial del Estado relativa aos “controlos sanitários a realizar nos pontos de entrada em Espanha”) A lista de países ou zonas de risco será revista a cada quinze dias, podendo as atualizações ser consultas na página do Ministério da Saúde de Espanha: www.mscbs.gob.es.

Para os cidadãos portugueses que tenham necessariamente de viajar a Cuba nas próximas semanas, recomendamos que, antes da sua partida:
 
• tenham um seguro de viagem internacional, que cubra despesas de internamento e repatriação sanitária para Portugal, dado os elevados custos dos tratamentos médicos neste país;
• tragam consigo medicamentos e kits de prevenção (máscaras faciais, luvas, álcool e gel desinfetante), dada a possível escassez destes produtos em estabelecimentos cubanos;
• procurem confirmar com a sua companhia aérea que os voos de partida e regresso de Cuba se realizarão. Caso estes venham a ser cancelados, os cidadãos deverão organizar o seu regresso a Portugal através de outras rotas aéreas;
• registem a sua viagem na App Registo do Viajante, através da qual poderão receber informações consulares atualizadas;
• consultem regularmente o Portal da Saúde de Cuba em ttp://www.sld.cu/  para estar a par das medidas preventivas decididas por estas autoridades;
• sigam todas as recomendações das autoridades sanitárias cubanas e portuguesas (https://www.dgs.pt/),

 

Outros
 
Para quem pretenda viajar a Cuba durante a temporada ciclónica, que decorre entre 1 de junho e 30 novembro, sugere-se a consulta do folheto preparado pela Embaixada de Portugal em Cuba com vista a informar os cidadãos portugueses, que se encontrem naquele país durante a referida época, sobre os cuidados a ter em caso de ocorrência de um furacão. O folheto está disponível no sítio web da Embaixada de Portugal em Havana: https://www.havana.embaixadaportugal.mne.pt/pt/seccao-consular/an%C3%BAncios-consulares/aviso-sobre-a-temporada-cicl%C3%B3nica-em-cuba

 

 


 

  • Partilhe