Última atualização: 04/04/2024

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISOS

Viajar no Peru não é isento de risco. Caso opte por viajar no Peru, deve privilegiar meios aéreos e evitar deslocações por estrada — em particular durante a noite ou em períodos de instabilidade

Recomendamos a contratação de seguro de viagem que preveja as consequências de eventuais distúrbios, incluindo despesas de saúde e com hotéis ou remarcação de voos

A entrada no Peru exige passaporte com validade superior a 6 MESES. Proteja o seu documento de viagem, os roubos são frequentes

Apesar de franca melhoria, mantém-se a possibilidade de tensão política e social no Peru — em particular no Sul (Puno, Cusco, Arequipa).

Recomenda-se prudência, evitando aglomerações e viagens não essenciais em períodos de instabilidade

O impacto do El Niño no clima mundial pode aumentar a intensidade e frequência de fenómenos atmosféricos extremos em todo o Peru — em particular no Norte e nos primeiros meses do ano, quando chuvas e derrocadas podem bloquear acessos.

Poderá também agravar a incidência sazonal de doenças infeciosas transmitidas por insectos (como o dengue)

Recomenda-se prudência, utilizando repelente e evitando viajar por estrada.

GERAL

https://agendamentosonline.mne.pt/AgendamentosOnline/

VISTOS

https://pedidodevistos.mne.pt/VistosOnline/

As dificuldades nas ligações telefónicas são frequentes

Deve privilegiar o e-mail lima@mne.pt no contacto com a Embaixada de Portugal em Lima

Poderá também visitar a nossa página Facebook em:

www.facebook.com/EmbaixadaPTLima.

VIAJANTES

Mesmo em períodos normais, viajar no Peru não é isento de risco.

A situação agrava-se em momentos de instabilidade política e social, que podem gerar conflitos, cortes de estrada, encerramento de aeroportos e manifestações. Em situações de crise, o poder das autoridades centrais nas zonas mais remotas é limitado e a capacidade de intervenção reduzida, podendo os viajantes ficar bloqueados por longos períodos de tempo.

Neste contexto, a Embaixada de Portugal em Lima recomenda prudência em viagens turísticas, em particular por via rodoviária (forte potencial de bloqueios de estrada, principalmente no Sul, por vezes agravado por inundações e outros fenómenos atmosféricos na região Norte). Caso opte por viajar, deve fazer-se acompanhar dos seus documentos e prever água e comida para eventuais distúrbios (como cortes de estrada ou manifestações, que podem bloquear a circulação por muitas horas). Recomendamos a contratação de seguro de viagem que preveja as consequências de eventuais distúrbios, incluindo despesas de saúde e com hotéis ou remarcação de voos. Em caso de conflitos, aguarde o regresso à normalidade no hotel e em segurança.

Recomendada consulta do viajante para eventuais vacinas e outras medidas preventivas.

www.sns24.gov.pt/servico/consulta-do-viajante

A Embaixada de Portugal em Lima recomenda a todos os cidadãos nacionais que respeitem as orientações das autoridades peruanas, mantendo-se atentos à publicação de eventual informação nas páginas web e Facebook da Embaixada

www.lima.embaixadaportugal.mne.pt/pt/

www.facebook.com/EmbaixadaPTLima/

 

APP REGISTO VIAJANTE

Recomenda-se aos viajantes que se ausentem de Portugal o registo das suas viagens através da aplicação Registo Viajante”, sendo este voluntário e gratuito, facilitando a ação das autoridades portuguesas perante a ocorrência de eventuais situações de emergência com cidadãos nacionais no estrangeiro.

O registo na aplicação “Registo Viajante” permite receber informações sobre as condições de segurança, ter acesso aos contactos das representações diplomáticas e consulares de Portugal e tem ligação direta ao Gabinete de Emergência Consular.

 PlayStoreAppStore

  • Partilhe