Última atualização: 2021-07-12

 Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, sendo suscetíveis de alteração a qualquer momento e sem pré-aviso. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Coronavírus COVID-19 (atualizado a 12/07/2021)

 

NOTA IMPORTANTE:
Até 19 de Julho de 2021 medidas abaixo enunciadas manter-se-ão em vigor prevendo o Governo da Irlanda a partir daquela data, ao implementar o certificado verde digital, admitir que venham a ser alteradas. 

 
Por decisão das autoridades irlandesas, a partir de 16 de janeiro de 2021, todos os passageiros que cheguem à Irlanda de avião ou ferry, passarão a estar obrigados a apresentar à chegada um teste negativo PCR efetuado 72 horas antes da chegada prevista a este país.

Os passageiros serão desta forma compelidos a apresentar um teste negativo antes de embarcarem no avião ou num ferry com destino à Irlanda, podendo ser negado o embarque a quem não apresentar aquela prova.

A regulamentação irlandesa em vigor contempla, no entanto, algumas exceções, a saber
• Trabalhadores do sector dos transportes;
• Crianças até 6 anos, devendo, no entanto, cumprir uma quarentena de 14 dias;
• Passageiros em trânsito, que não saiam do espaço reservado do aeroporto;
• Passageiros que pretendam ausentar-se de território irlandês por um período inferior a 72 horas a quem será mesmo assim exigido um teste PCR realizado na Irlanda nas 72 horas anteriores à viagem.

A partir de 26 de março de 2021 às 04.00, a quarentena em Hotel passará a ser obrigatória para passageiros que tenham estado em países identificados como alto risco nos 14 dias anteriores à sua chegada à Irlanda.

- Os países considerados de alto risco em Africa são Angola, Botsuana, Burundi, Cabo Verde, Republica Democrática do Congo, Egipto, Eritreia, Etiópia, Quénia, Lesoto, Malawi, Eswatini, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Ruanda, Seychelles, Somália, Tanzânia, Tunísia, Uganda, Zâmbia e Zimbabué;

- Os países considerados de alto risco na Ásia são: Afeganistão, Bahrein, Bangladesh, India, Indonésia, Kuwait, Quirguistão, Maldivas, Mongólia, Myanmar, Nepal, Omã, Paquistão, Qatar, Sri Lanka, Filipinas e Emiratos Árabes Unidos;

- Os países considerados de alto risco na América do Sul:  são Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Perú, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai, Venezuela;
- Os países considerados de alto risco na América do Norte são: Costa Rica, República Dominicana, Haiti e Panamá;

- Os restantes países considerados de alto risco são Rússia e Turquia

 A lista de países de alto risco será objeto de constantes atualizações, em função da avaliação da situação epidemiológica feita pelas autoridades irlandesas, sendo da exclusiva responsabilidade dos passageiros informarem-se antecipadamente se o país de ondem iniciam a viagem ou partem está incluído na lista dos países de risco, para poderem cumprir plenamente as novas regras em vigor.
 
Todos os passageiros que não puderem apresentar resultado negativo de um teste RT-PCR realizado no máximo 72 horas antes de chegar à Irlanda deverão cumprir quarentena obrigatória em hotel.

A quarentena em hotel terá a duração de 14 dias, podendo este prazo ser prolongado se o passageiro testar positivo durante aquela estadia. Por outro lado, se o passageiro receber um resultado negativo do teste de COVID-19 feito 10 dias após a sua chegada, a quarentena poderá ser reduzida. A reserva do Hotel e o respetivo pagamento deverá ser obrigatoriamente feito antes de embarcar para a Irlanda. Siga o seguinte link para proceder à reserva Quarantine Hotels Ireland - https://www.quarantinehotelsireland.ie/ - no qual deverá também estar inscrita a indicação atualizada dos países que as autoridades irlandesas consideram de risco.  

O visitante que sair da quarentena obrigatória antes de completar os 10 ou 14 dias cometerá uma transgressão pela qual poderá ser sujeito legalmente a uma penalização que poderá compreender uma coima de (até) €2.000, uma pena de prisão efetiva até 1 mês ou mesmo ao cúmulo dos dois.

Para mais informações deve ser consultado o seguinte link do Governo da Irlanda disponível também em língua portuguesa: gov.ie - Quarentena obrigatória em hotel (www.gov.ie).

 

 

 

 

 

APP REGISTO VIAJANTE

Recomenda-se aos viajantes que se ausentem de Portugal o registo das suas viagens através da aplicação Registo Viajante”, sendo este voluntário e gratuito, facilitando a ação das autoridades portuguesas perante a ocorrência de eventuais situações de emergência com cidadãos nacionais no estrangeiro.

O registo na aplicação “Registo Viajante” permite receber informações sobre as condições de segurança, ter acesso aos contactos das representações diplomáticas e consulares de Portugal e tem ligação direta ao Gabinete de Emergência Consular.

 PlayStoreAppStore

 

 

  • Partilhe